segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Meu irmão e eu

Nesta foto estou eu e meu irmão (Carlos Augusto) em meu casamento em dezembro de 2004. Faz exatamente três anos!












Meu irmão faleceu dia 23 de janeiro agora e estou muito, muito triste. Não tenho feito nada de patchwork. Estou sem ânimo. Agradeço de coração muito emocionado as mensagens que vocês do mundo todo estão me enviando, mas a dor ainda é forte e a saudade então, nem se fala! Já estou com novos projetos de patch e logo mais poderei postar aqui bastante novidade. Mas preciso ainda colocar meu coração um pouco mais em ordem, para que a cabeça consiga trabalhar na criatividade e amor que exige a arte de juntar Rêtalhos.


10 comentários:

dinaband disse...

Renata
Vim espiar seu blog e fiquei pesarosa por você ter sido atingida pela dor de perder alguém.Sei que são momentos muito difíceis,mas são nestes momentos que fazer as coisas que amamos podem nos trazer de volta a vida! Não large de seus trabalhos, não;Verá que eles vão confortar um pouco o seu coração! Fique na paz e que esta paz se extenda a seu irmão que partiu e a seus familiares também!

Belém disse...

Lamento que o meu primeiro comentário no seu blog seja por um motivo tão triste. Um grande abraço deste lado de cá do oceano.

Geisa do Carmo disse...

Oi Rê, eu lamento muito.
Mas acho ...acho não tenho certeza que els gostaria de te ver fazendo maravilhas. Faça algo pensando nele. Vc verá que vai sair uma peça mais linda que vc já fez. è o seu irmaõ passando todo o amor que vcs tinham um pelo outro.
Um grande beijo.

Débora Kikuti disse...

Tenho um irmão que amo muito e imagino que dor é essa. O que me conforta é saber que o nosso amor é tão grande, que o tempo-espaço que a gente conhece será incapaz de nos afastar. Imaginaria que ele foi viajar, sentiria saudades e produziria uma linha com o nome carinhoso que eu o chamo: Tande.
Querida, espero que receba meu abraço cheio de ânimo e tenha certeza que seu irmãozinho receberá suas preces.
Sou visitadora de seu blog.
Se quiser conhecer o meu:
http://deborakikuti.blogspot.com
Grande beijo e fica com Deus. Força, muita força e paz.
Débora

Cecilia disse...

É isso aí Rê, use o patch para lhe confortar e conte com suas amigas.
beijos

Anônimo disse...

... de seu pai

Amores nunca se VÃO!
Pernanecem, sempre, muito pertinho, no coração e na memória.
Nesta foto, vê-los felizes me deixa muito feliz.
NÃO CHORO!!! HOMENAGEIO !!!
Agradeço à Natureza por tê-los colocado na minha trilha.
Certamente, algum dia, estaremos juntos, novamente.
Beijos de Papai.

Anônimo disse...

de: Papai.
Oi; ao vê-los, novamente, faço aquilo que jurei não fazer: CHORAR!
Tenho procurado manter o que me prometi mas o sentimento é bem maior que aquele que pensava estar preparado.
O Carlos Augusto se vai em corpo mas fica com a sua eterna presença em minha vida marcando-me como se estivesse sempre presente com sua maneira toda peculiar de relarcionar-se com o pai.
Vai Filho, siga seu caminho [para mim antecipado] mas quem somos nós para querer mudar a Natureza da Vida.
HOJE CHORO! mas com a certeza de que está num Plano bem melhor que aquele, que nós viventes, estamos.
Filho, meu único filho, vá e siga o seu caminho traçado pela Natureza.
Fica a Rê para ocupar o seu espaço físico com seu "Rêtalhos".
BEIJOS SENTIDOS E PRESENTES. Papai.

Adriana disse...

Renata,estava sem consiguir dormir, quando ligue o computador para ver se encontrava alguel que poderia está sentido a mesma dor a perda de irmão, eu sei bem o que é isso,perdir meu amado irmão o qual eu cuidava tanto que nem pensava em mim, ele foi embora no dia 22/11/2007, morreu afogado incrivel era o que ele mais sabia fazer nadava muito bem, logo nós primeiros dias não senti nada parecia está anesteciada cuidei de tudo eu e Deus.
Pois em maio ao visitar se tumulo o qual não tinha indo, nem no dia de seu seputamento, ai caiu a ficha, não aguetei e me entreguei as lagrimas, minha vontade era de tira-lo daquele lugar horrivel.
Meu irmão era +que+ não entendo porque tão jovem uma alegria que contagiava a todos.
Hoje me pergunto sozinha porque não foi eu em seu lugar.
Sinto em alguns dias que pareçe que vou eloquecer, sou casada devido meu marido precisar de um computador para seu trabalho, estou tentado aprender a mexer.
Se voce quizer me responder como se superou a dor tenho orkut é Adriana Bacochina de Araujó.
e-mail dricabacochina@gmail.com
BOA NOITE (CONVERSE COMIGO PRECISO DE AJUDA)

derabastos disse...

dsculp,ñ t conheço,+ amei os seus trabalhos, tava fuçando por aí e cheguei aki, + fikei triste em saber q vc ta sem motivação, ñ deixe se abater, pense em como ele ficaria c visse vc sem fazer o q vc + gosta, eu tenho certeza d q ele admirava e apoiava o seu trabalho, então pense em novas criações ainda + belas para homenagear alguém q foi tão especial pra vc. Q Jesus t d a paz q vc ta procurando, Ele esta ao seu lado, só esperando vc deixar Ele se aproximar. Bjos no coração!

sininho disse...

Tava olhandos seus trabalhos,que aliás,são lindos e me deparei com essa notícia tão triste.Eu tb perdí o meu irmão,em fevereiro de 2005.Apesar de ter uma família,eu penso muito nele.Pra mim,ele tá viajando,sem data pra voltar.Enquanto isso,me apego ao que mais gosto nessa vida,além dos meus filhos:costurar e aprender mais sobre o patchwork,q tanto amo!
Pense q um dia,como Deus nos prometeu,q iremos nos encontrar e,com certeza,será a glória!
Faça suas peças,continue pois, acho q,onde quer que esteja,ele deve tá te aplaudindo muito!
Felicidades pra vc e parabéns pelo talento!
Bjs